Uma Novidade: O Seguro Garantia de Eficiência Energética

Os upgrades de eficiência energética podem tornar as pequenas e médias empresas (PMEs) nos países em desenvolvimento mais competitivas e produtivas, economizando-lhes dinheiro enquanto reduzem suas emissões de gases do efeito estufa. No entanto, o mercado para tais upgrades é tipicamente limitado àqueles com períodos de retorno muito curtos, como iluminação.

Isso é particularmente verdadeiro para alguns países e setores em desenvolvimento. Por exemplo, no setor de PME, os bancos locais muitas vezes não têm tanta capacidade técnica para avaliar o potencial de investimentos mais intensivos em eficiência energética e a confiança de que pagarão, uma lacuna no setor de investimentos.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento vem apoiando projetos de eficiência energética na América Latina (México, Colômbia e Chile), e utiliza com sucesso, o Seguro Garantia como forma de trazer maior previsibilidade aos projetos e incentivar o uso de tecnologias de alta eficiência e estratégias de modernização visando o aumento da produtividade da empresa, reduzir potencialmente as emissões de gases de efeito estufa e apoiar a mitigação das mudanças climáticas de maneira econômica.

Como Funciona?

1. A Entidade Verificadora, deverá atestar que a Etapa de Implantação foi finalizada e concluída em conformidade com a Proposta Técnica e Comercial da Contratada (Empresa de Eficiência Energética ou Provedor da Tecnologia).

2. Com o atendimento do item 1 acima, pela Entidade Verificadora, inicia-se a Etapa de Operação, transferindo-se para a esfera de responsabilidade exclusiva da Contratante a operação, proteção, vigilância e guarda da integridade dos Equipamentos e das Instalações da Contratante.

3. Como consequência da consecução de todas as ações da Etapa de Implantação pela Contratada, esta garante à Contratante a percepção de uma redução mínima no consumo final de energia, para o somatório dos Períodos de Medição.

A SEGURADORA pagará o dano consequente equivalente à soma diferencial resultante entre economia de energia estimada e economia de energia efetiva do projeto ou equivalente à soma diferencial resultante entre geração estimada de energia e geração efetiva de energia do projeto.

O Risco: Ao analisarem o risco, as seguradoras levam em consideração:

• O contrato, suas cláusulas, condições, preço e prazo.

• As qualidades do tomador e do segurado garantido, sua idoneidade, organização, capacidade técnica e financeira.

Tomador:  É quem contrata a apólice.

Segurado:   É o beneficiário da apólice, o dono do projeto.

Garantidor:  É a Seguradora, quem garante o fiel cumprimento do contrato.

Os Benefícios

Produto que se propões a apoiar as PMEs através de um pacote de medidas complementares visando vencer barreiras ao investimento, como capacidade técnica e acesso ao capital.

As medidas incluem:

• Contratos padronizados para reduzir custos de transação, incluindo uma cláusula transferindo parte do risco de baixo desempenho para o provedor de soluções Tecnológicas.

• Verificação de terceiros para garantir a qualidade dos prestadores de serviços de energia e seus projetos.

• Linhas de crédito de bancos de desenvolvimento, que poderiam fornecer capital de longo prazo, reduzindo o custo de projetos de financiamento.

Entre em contato com a Montesfida através do WhatsApp

Contato via WhatsApp
Close and go back to page